Agência de Marketing B2B
para empresas de TI e Inovação.

O poder do simples e efetivo também no RD Summit!

Conforme já divulgamos, a brsa marcou presença no RD Summit 2023, o maior evento de Marketing, Vendas e Inovação da América Latina. Foram muitos os aprendizados e, mais do que isso, a certeza de que estamos no caminho certo. Acreditamos que o conhecimento existe para ser compartilhado e, por isso, resolvemos trazer algumas percepções por aqui. 

Na palestra “Estratégias mais Eficazes de Tráfego Pago”, por exemplo, ministrada pelo professor e especialista em Gestão de Tráfego, Pedro Sobral, ele abordou a teoria dos 4 Quadrantes Estratégicos, que compreende um plano cartesiano, no qual 4 itens se cruzam no “miolo”, parcialmente:

• Negócio Local;

• E-commerce; 

• Perpétuo (infoproduto, upsell, downsell, funil de vendas etc); 

• Lançamento (captações, aquecimento e remarketing).

Sobral pontuou que é preciso direcionarmos os nossos olhares para o “miolo”, dominando tal espaço, já que a interseção deste quadrante é o mais importante. Ele reforçou ser essencial questionarmos quais desses padrões a nossa empresa ainda não atende, pois, certamente, estamos deixando de gerar dinheiro por conta disso. E constatou, ainda, que o Marketing se preocupa mais com as diferenças do que com os pontos em comum, nos mais diversos tipos de negócio. 


E mais: ele confirmou que, neste “miolo”, existem 10 armadilhas (sim, os erros cometidos são sempre os mesmos!), as quais precisamos evitar para alcançarmos os resultados esperados ao nosso negócio. São elas (atente-se e evite-as!):

1 – Não entender o negócio do seu cliente

Compreenda o mercado de atuação e o público-alvo dele, os seus objetivos, assim como a margem desejada etc. Mostre como deixar o negócio dele mais rentável.

2 – Não dominar os botões das ferramentas dos anúncios on-line

Exemplo: não utilizar o Google Ads Editor etc. Não entender os objetivos de campanha também é um erro. Sim, é preciso dominar todos os recursos. Lembre-se de que o Tráfego Pago é como um canivete suíço e você não está utilizando todos os recursos. Fuce nas ferramentas. Utilize um tempo do seu dia para isso. E não se esqueça de que é fundamental medir os resultados do cliente. Vale lembrar, ainda, que todas as contas de tráfego funcionam com o mesmo princípio! 

3 – Traqueamento inadequado

Este ponto resulta em informações e, consequentemente, decisões ruins, gerando resultados baixos ou, até mesmo, nulos. É importante lembrar-se, ainda: quando a ferramenta passa por atualização e o mercado reclama, comemore e acompanhe. Assim você sairá na frente. 

4 – Orçamento muito baixo

O investimento é algo essencial. Sem ele, nada acontece no mundo do Tráfego Pago. Da mesma maneira, investimentos muito baixos não geram resultados palpáveis para as campanhas. É preciso sempre pensar no que é melhor. Por exemplo: investir X por 30 dias ou XXX por 10 dias?

5 – Poucos criativos, poucos formatos, poucas páginas e pouco esforço

Sim, a falta de opções de otimização mata o tráfego pago. Somente um grupo de anúncios não é o ideal. Para testar é necessário ter, pelo menos, 2 públicos e 2 grupos de anúncios. Enfim, ter opções.  

6 – Expectativas desalinhadas

Esta frase nem precisa de explicação, não é mesmo? Aposte, sempre, em um bom briefing. E, quando tiver dúvidas, não deixe de confirmar. 

7 – Poucos pontos de contato com o cliente

Combine o que faz mais sentido para os dois lados: reuniões semanais, entrega de relatórios, contato via e-mail ou WhatsApp etc. Lembre-se de que a boa comunicação faz a diferença!

8 – Desorganização nas demandas diárias

Não podemos deixar o gerenciamento das campanhas somente em nossa mente. É preciso ter um processo de fluxo de trabalho que registre o passo a passo de cada atividade, desde a ideação, passando pelo briefing e a produção de fato, até a análise dos resultados. Utilizar ferramentas – como ClickUp, Trello, Excel etc – são boas dicas e fazem a diferença.

9 – Falta de testes

O Marketing Digital não existe sem testes. Precisamos testar, sempre, 5 itens: objetivos, segmentações, criativos, estrutura de campanhas e páginas. E mais: é necessário ter um desenho claro do funil e documentar tudo. 

10 – Clientes que não fazem a parte deles

O engajamento é preciso existir em todos os lados. Sempre!.

Conclusão

Ao final da palestra, Sobral deixou a seguinte mensagem, para pensarmos a respeito: “Não existe uma fórmula mágica quando o assunto é Tráfego Pago. Difícil não é fazer aquilo que ninguém faz, mas sim o que todos fazem, só que muito melhor.” 

Resumindo, trata-se do básico bem-feito. Por isso, a brsa foca sempre em um trabalho “simples e efetivo”!

Sobre a BRSA

Somos especialistas em vendas complexas
Com mais de 180 empresas de Tecnologia e Inovação nacionais e multinacionais atendidas desde 2009, a brsa é estratégia e “mão na massa” para gerar os melhores resultados por meio das estratégias e táticas mais atuais de Marketing e Vendas B2B.