Qual é a diferença entre uma agência e uma consultoria de marketing digital?

Qual é a diferença entre uma agência e uma consultoria de marketing digital?
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no facebook
Compartilhar no email
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

Quando você percebe que precisa de ajuda especializada para obter melhores resultados com marketing, chega às suas mãos uma questão importante: qual tipo de ajuda seria ideal para sua situação?

Talvez você não saiba, mas existem diferentes alternativas. A maioria dos gestores de empresas é familiarizado com a atuação das agências. Porém, você precisa conhecer também a consultoria de marketing digital.

É sobre estes dois tipos de serviços e, claro, suas diferenças que vamos falar no post de hoje. Então, vamos começar!

A agência de marketing

Uma agência de marketing oferece uma gama vasta de serviços. Você pode contratar uma agência que vai fazer o design do seu website, produzir material gráfico (como cartazes, anúncios em revistas, etc), gerenciar campanhas de anúncios online, produzir conteúdo, entre outras atividades que são genericamente incluídas sob o título de “marketing”. É claro que, para atender a tantas demandas diferentes, a agência conta com uma equipe própria maior ou, em certos casos, re-terceiriza o trabalho.

A agência adota uma abordagem que tira das mãos da sua empresa, até o ponto em que você permitir, toda a execução do projeto de marketing. Assim, você pode levar uma ideia ou solicitação até a agência e só receber depois os resultados para aprovação. Em geral, o cliente não participa (e, frequentemente, nem acompanha) o processo que levou até esses resultados.

Outro aspecto extremamente importante do trabalho de uma agência é você a contrata para realizar uma atividade, mas não necessariamente para trazer um resultado. Imagine que você solicita uma reformulação da página do Facebook da sua empresa. Vai receber uma página com novas imagens, esquema de cores, botões, informações atualizadas e otimizadas; porém, não saberá qual é o impacto real dessas mudanças na geração de leads qualificados por meio da rede social (a menos, é claro, que você mesmo investigue essa informação).

Finalmente, o último ponto que queremos destacar é que, trabalhando com uma agência, várias pessoas vão colocar as mãos em seu projeto; porém, você só vai ter contato com uma delas, que servirá como intermediário de toda a comunicação.

A consultoria de marketing digital

A consultoria tende a ser mais focada em uma atividade específica de marketing — por exemplo, em automação de campanhas de e-mail marketing, em ads, conteúdo e/ou analytics (análise de dados). Por esse motivo, e pela própria natureza do trabalho, que é muito mais pessoal entre o consultor e seus clientes, uma consultoria pode ser composta de apenas um profissional, ou uma equipe bem enxuta.

Só para você ter uma ideia, grandes consultorias estão implementando seus braços digitais, como a Accenture Digital, Deloitte e McKinsey. Segundo Leonardo Cid Ferreira, fundador e CEO da AD.Dialeto (agência de performance comprada pela Accenture), o que motivou a venda da agência foi o entendimento tecnológico da Accenture:

“As empresas estão querendo se transformar, mas não têm parceiros que as atendam diretamente com soluções de transformação digital. Queremos nos aproximar do CMO e, para isso, é preciso ter uma abordagem de marketing holística.”

É claro que o consultor ainda pode estabelecer parcerias com outros prestadores de serviço. No entanto, esses parceiros são indicados ao cliente, que pode contratá-los separadamente, se desejar. Em outras palavras, não há vinculação dos serviços.

A consultoria em marketing adota uma abordagem colaborativa. Isso significa que, quando você apresentar uma solicitação, o consultor vai trabalhar junto com você para chegar ao resultado desejado. Você acompanha todo o processo, pois a consultoria não tem a intenção de ser um serviço prestado eternamente. No momento em que você entender os mecanismos que estão por trás daquela atividade de marketing, poderá dar continuidade de maneira autônoma. Para construir essa autonomia, você deve ser ativo na realização dos projetos fechados com o consultor.

Não podemos deixar de mencionar o caráter focado em resultados da consultoria. Vamos aplicar o mesmo exemplo que usamos para explicar como as agências são voltadas para a atividade: você quer uma reformulação da página do Facebook da sua empresa. No caso da consultoria, você pode esperar um relatório de como as mudanças realizadas afetaram a geração de leads.

Além disso, se o relatório demonstrar que a meta estabelecida não for atingida, isso significa que o trabalho não acabou ainda. Novos ajustes poderão ser feitos, ou talvez você e o consultor concluam, juntos, que alterar o visual da página não vai trazer o efeito esperado.

É por isso que, no trabalho do consultor, KPIs e métricas ocupam um papel importante.

Esses números vão trazer a comprovação necessária de que os processos estão sendo conduzidos adequadamente. Afinal de contas, quando você contrata uma consultoria de marketing digital, sabe que processos, atividades e resultados serão tratados com igual atenção. Em outras palavras: as atividades solicitadas são executadas com qualidade e eficiência; os processos adotados para essa execução são analisados para máxima otimização; e, ao final, para que o projeto possa realmente ser considerado bem-sucedido, os objetivos precisam ser convertidos em resultados concretos.

Para concluir, trabalhando com uma consultoria de marketing digital, você terá menos pessoas lidando com seu projeto; como já dissemos, porque a consultoria tem um foco mais específico, ela pode ser desenvolvida por um único profissional. Assim, você terá contato direto com a pessoa que está conduzindo o serviço. É claro que isso significa que você terá menos problemas causados por falhas de comunicação.

Como funciona uma Consultoria de Marketing?

Você já conhece o que é uma Consultoria de Marketing e para que ela serve. Acho que ficou faltando saber como funciona, certo? Não falta mais. Vamos lá… 

É importante ressaltar que cada consultoria tem a sua metodologia de trabalho. Mas há um consenso em relação às etapas e os processos que cada uma executa são muito parecidos. Vamos conhecer cada um deles. 

Reunião de briefing 

Imagine fazer uma viagem sem conhecer a rota. Ou então, sem ter a disposição o Google Maps. “Ah, mas eu tenho um guia que vai me acompanhar nessa jornada”. Não, nem isso você tem acesso. Essa é a sensação que você encara um projeto sem briefing. 

Ter um briefing em mãos é mandatório para dar o pontapé inicial em qualquer projeto. O briefing é que vai determinar as etapas a serem seguidas, mas poucos sabem que é a partir dele que podemos começar a medir o sucesso ou fracasso das nossas iniciativas e do objetivo desejado pelo cliente. Por isso é necessário valorizar mais o briefing! 

Ele contém uma série de informações como: dados sobre a empresa, o mercado em que ela atua, o público ao qual ela se direciona e os seus objetivos com o projeto. Assim, as equipes envolvidas terão um direcionamento mais claro para a realização dos seus trabalhos e planos de ação. 

O briefing do projeto é redigido de maneira clara e objetiva e serve como um material de consulta e para embasar as estratégias que serão adotadas, além de otimizar a tomada de decisão. 

Na BRSA, a fase de briefing é também chamada de Ready to Go! Como em um lançamento, todas as informações precisam estar claras para definir onde queremos chegar. E na fase Ready to Go! não é diferente.

Nesta fase analisamos sua empresa nos seguintes aspectos: 

  • Ações atuais
  • Ambiente de negócio
  • Posicionamento
  • USP (Proposta única de valor)
  • Personas
  • Concorrência
  • Entre outras informações que irão guiar a BRSA a aumentar a efetividade comercial da sua empresa com ações de comunicação e marketing.

Definição de orçamento 

A definição do orçamento é decisiva para o sucesso ou fracasso do projeto. Poucas empresas têm um orçamento ilimitado. Esse fato coloca uma pressão extra sob os líderes do projeto, que precisam encontrar soluções eficientes e caminhos alternativos para atingir o êxito sem extrapolar os recursos. 

Uma consultoria de marketing tem colaboradores com expertise suficiente para fazer uma análise da concorrência e compreender quais são as necessidades básicas para criar um orçamento realmente efetivo e que atenda a demanda do cliente. 

Plano de marketing 

Para desenvolver um bom plano de Marketing, é fundamental que o parceiro conheça bem o seu mercado de atuação do seu cliente. Por essa razão, a consultoria leva vantagem por ter membros na sua equipe que são especialistas em decodificar as características de cada segmento.

E não é exagero. O que obriga ter esse know-how é que as decisões tomadas no plano de Marketing vão influenciar desde o planejamento até a execução das ações e, por isso, cada etapa precisa ser adequada com o cenário econômico, com as tendências do mercado e qual o posicionamento da empresa nele. 

Um fator que poucos dão a devida atenção é que toda e qualquer ação do plano de marketing, positiva ou não, deve ser registrada para que todos tenham acesso um histórico das ações. 

Esse é um dos diferenciais da BRSA quando utilizamos a metodologia Effective Marketing. 

Um bom planejamento é aquele que tem metas SMART definidas para se trabalhar em ciclos curtos de crescimento. Esta etapa é chamada de “Set the course”. 

Na fase Set the Course definimos os objetivos da empresa para as ações de comunicação a serem lançadas. 

Neste momento definimos a meta SMART S (específica), M (mensurável), A (atingível), R (relevante) e T (temporal) para o primeiro ciclo de projeto. Foco nos kpi’s corretos e planejamento de curto prazo para mudar a rota, se necessário. 

Cronograma de tarefas 

O cronograma dá visibilidade para as partes interessadas sobre o status do projeto. 

Consiste em monitorar o andamento das atividades, atualizando o progresso do projeto e gerenciando as mudanças na linha de base do cronograma. 

O cronograma ajuda a antecipar aos problemas. Ele possibilita que as medidas de correção sejam tomadas para garantir que as entregas do projeto sejam feitas dentro do prazo estipulado, assegurando a satisfação do cliente. 

E sobre o tempo? É importante lembrar que a estimativa não deve ser baseada sem conhecimento prévio. É recomendável que o gerente do projeto busque informações de trabalhos anteriores ou similares para se espelhar em seus cronogramas. 

Além disso, tenha a certeza que está atribuindo números realistas e não sobrecarregue sua equipe. 

Chamamos essa etapa de “The Journey”. 

Aqui começamos no nosso trajeto ao sucesso e ao aumento da efetividade comercial da sua empresa. Inbound Marketing, ABM (Account Based Marketing), ou Redes Sociais. Os caminhos são muitos, mas o que importa é o resultado.

Na fase The Jouney é onde são aplicados os ciclos de projeto. Trabalhamos com ciclos de 3 meses, onde acompanhamos as métricas do projeto e no final de cada ciclo avaliamos se nossa rota pode ser mantida ou alterada.

Acompanhamento 

Todo objetivo precisa ser revisto em algum momento. Temos a necessidade de identificar se há brechas para serem exploradas, atrasos ou imperfeições. Um projeto concluído é um projeto bem acompanhado.  

Como em uma viagem à lua, a rota precisa ser acompanhada e monitorada para que o objetivo seja cumprido. Essa é a etapa “Flight Control”.

Nosso processo de constante mensuração, usando todo o stack de ferramentas do projeto, para mostrar se o rumo está certo, se os resultados estão sendo os esperados e se as ações estão performando de acordo com o planejado. 

Ao final do primeiro Ciclo de Crescimento estaremos prontos para iniciar o Segundo Ciclo e assim por diante!

Atendimento personalizado 

Para atingir resultados mais expressivos de marketing digital, um atendimento personalizado faz toda a diferença. Essa é outra vantagem de ter consultores de marketing trabalhando com você. 

Afinal de contas, você há de concordar comigo que uma boa estratégia de marketing só pode ser considerada boa mesmo se você for ouvido. Se conseguirem traduzir as suas ideias em ações. O diálogo e o entendimento são primordiais para alcançar o resultado desejado. 

Entender a fundo quem é o público que será atingido. Esse é um ponto de atenção que deve ser levando em consideração em qualquer projeto de marketing digital e a vantagem de ter um atendimento personalizado é o poderoso conhecimento sobre as personas. 

Aqui na BRSA, apesar de serem fictícias, nós levamos as personas muito a sério. Porque são representações que nos permitem identificar os objetivos e desafios enfrentados pelos os clientes atuais ou em potencial. 

Você pode conhecer nosso processo de desenvolvimento do ICP e personas na mentoria Personas que vendem. Clique aqui para assistir.

Atender de maneira personalizada significa identificar e compreender as necessidades do cliente e adaptar suas soluções às expectativas específicas de cada um deles ou do segmento do cliente. 

Outro diferencial no relacionamento personalizado é a fácil adaptação. A forma de tratamento, os canais de comunicação e as ações da empresa também precisam ser adequados de acordo com cada cliente. 

Vamos falar das habilidades dos profissionais? 

Formação acadêmica e experiência são fundamentais. Mas em um ambiente que se exige tanta criatividade e desenvoltura, há habilidades e requisitos que são obrigatórios para trabalhar com marketing digital.

E apesar de oferecer duas categorias de serviços, os profissionais que formam uma consultoria ou uma agência possuem aptidões semelhantes. Mas há requisitos que não podem ser forjados se você pretende contar com os serviços desses profissionais. Vamos conhecer alguma dessas habilidades. 

4 Skills de um profissional de agência 

Resiliência 

O mercado de comunicação e marketing é extremamente competitivo. Por isso, cobra-se uma boa dose de resiliência dos profissionais da agência. Deve-se aprender a lidar com opiniões diversas e cobrança por qualidade de serviços. Além disso, também é importante saber enfrentar os desafios e encontrar soluções para resolver os problemas e não optar pela simples transferência da condução dos problemas. 

Trabalho em equipe 

Uma estratégia de marketing digital bem sucedida precisa ser integrada com outros departamentos, principalmente com a equipe de vendas. É mandatório que o profissional deve se comunicar muito bem e colaborar para um ambiente de troca e cooperação. 

Engajamento 

O profissional de hoje precisa ter habilidade para influenciar uma equipe, um cliente ativo ou potencial. Fundamental no RH, a capacidade de engajar é skill necessária também no marketing. 

Precisa ter sagacidade para fazer com que as ideias tenham aceitação e que as propostas façam sentido. Um profissional de agência é um influenciador dentro dos projetos.

Persuasivo 

Engajar pessoas requer persuasão. Uma estratégia essencial, que utiliza recursos emocionais para induzir alguém a aceitar suas ideias, ações e atitudes. Um profissional persuasivo é antes de tudo uma pessoa que mostra estatística e reforça seus argumentos por meio de informações sólidas. 

4 Skills de um consultor de marketing 

Independência e dinamismo 

O tempo no mundo corporativo passa acelerado. Sim, é estressante. Agora, imagine trabalhar com um colaborador que não desenvolve suas atividades de forma independente? Ou alguém que não é proativo ou desenvolto? 

Definitivamente, essas não são as características de um consultor de marketing. Pelo contrário, esse é um profissional que sabe solucionar situações adversas com rapidez e se antecipa às crises. 

Sua independência ajuda também na tomada decisões de atividades complexas e torna a gestão de projetos mais ágeis. 

Gosto por métricas 

Para ser um bom profissional de marketing, você precisa ser apaixonado por números. Não adianta persistir em outro caminho. 

Monitorar de perto o desempenho de suas tarefas e acompanhar os resultados são premissa para qualquer negócio. 

As métricas não ajudam apenas a mostrar o resultado final. Se foi bom, comemora-se. Mas se o desempenho for ruim, decepção. Muito mais que isso, as métricas identificam novas oportunidades para serem exploradas em futuros trabalhos ou até mesmo, mudar alguma estratégia no meio do caminho. 

Domínio sobre os dados 

Dados são o novo petróleo! A analogia é repetida à exaustão por executivos e analistas mundo a fora. Mas atenção! O petróleo vai acabar um dia. Os dados não. Assim sendo, não cabe mais ao profissional de marketing moderno basear sua estratégia em informação antiga ou, na pior das hipóteses, em achismo.  

É necessário se dedicar a interpretação dos dados para aumentar a eficiência do seu trabalho e para que a tomada de decisão seja mais assertiva. 

Visão analítica 

Tem que ter paixão por números, gostar de interpretar dados e não pode faltar conhecimento analítico. Esse último é crucial para arquitetar uma boa estratégia e como colocá-la em prática.   

É um desperdício de recurso e de tempo mensurar os seus resultados e não usar os insights gerados pelo data analytics para reproduzir em novas ações e até para melhorar os resultados da imprensa. 

Incluir também engajamento e persuasão, já que o consultor precisa navegar por outros departamentos para fazer o alinhamento correto e convencimento, já que adaptações em processos de áreas correlatas a marketing pode ser necessárias em certos momentos.

Qual serviço escolher?

Você viu quais são as principais características que diferenciam uma agência e uma consultoria de marketing digital. Agora, é hora de responder: qual delas escolher?

Em primeiro lugar, é importante reforçar que os pontos elaborados aqui formam uma visão geral das duas categorias de serviços. É claro que vocês podem encontrar casos de agências e consultorias que fogem desse perfil.

Em segundo lugar, não estamos falando que uma é melhor do que a outra. Porém, as diferenças entre elas fazem com que cada uma seja mais adequada para um certo tipo de situação.

Se você conta com uma equipe interna de marketing que está totalmente no controle das atividades mais estratégicas — planejamento e monitoramento de resultados —, e só precisa de auxílio na execução de atividades “mecânicas”, a agência poderá suprir suas necessidades sem falha. Por outro lado, você precisa de uma consultoria se:

  • tem uma empresa que não conta com setor de marketing;
  • tem uma empresa que ainda está apenas começando a trabalhar com marketing, não tem uma estratégia nem um planejamento definido, e quer acelerar essa etapa;
  • tem uma equipe de marketing que não conta com nenhum profissional sênior;
  • tem dificuldades para realizar o controle, não consegue definir KPIs, não entende como descobrir se suas ações estão trazendo retorno.

Identificou-se com alguma das situações que apresentamos acima? Ótimo; isso significa que você conseguiu responder à pergunta essencial, descobrindo qual é o serviço de que sua empresa realmente necessita.

Se você chegou à conclusão de que é a hora certa para saber mais sobre consultoria de marketing digital, aproveite o momento e entre em contato com a gente!

Compartilhe este artigo:

Compartilhar no linkedin
Compartilhar no facebook
Compartilhar no email
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

Continue lendo outros artigos sobre :

Que bom ter você com a gente!

Antes de enviar ê novos conteúdos, queremos entender como podemos ajudar você.

Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade e com os Termos de Uso.

Webinar + Planilha
Como montar uma estratégia de automação de marketing mais efetiva?
Assista o passo a passo do processo de automação de marketing que usamos para aumentar 57,8% as vendas da FideliZi.

Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidadee com os Termos de Uso.